A Mão e a Luva - Machado de Assis

Categorias: 


os cotovelos fincados nas pernas, e a cabeça metida nas mãos, parecendo que
chorava. A princípio chorou em silêncio; mas não tardou que Luís Alves o visse
deitar-se na cama, estorcer-se convulsivamente, a soluçar, a abafar quanto podia
os gritos que lhe saíam do peito, a puxar os cabelos, a pedir a morte, tudo
entremeado com o nome de Guiomar, tão d’alma tudo aquilo, tão lastimosamente
natural, que enfim o comoveu, e não houve remédio senão dizer-lhe algumas
palavras de conforto. A consolação veio a tempo; a dor, chegada ao paroxismo,
declinou pouco a pouco, e as lágrimas estancaram, ao menos por algum tempo.
— Sei que tudo isto há de parecer-te ridículo, disse Estevão sentando-se na
cama; mas que queres tu? Eu vivia na persuasão de que era amado, e era-o
talvez. Por isso mesmo não entendo o que se passou hoje. Ou o que eu supunha
ser amor, não passava talvez de passatempo ou zombaria...
— Talvez, talvez, interrompeu Luís Alves, compreendendo que o melhor meio de
o curar do amor era meter-lhe em brios o amor-próprio.
Estevão ficou alguns instantes pensativo.
— Não, não é possível, contestou ele. Tu não a conheces. É uma grave e nobre
criatura, incapaz de conceber um sentimento desses, que seria vulgar ou cruel.
— As mulheres...
— Já pensei se aquilo de hoje não seria uma maneira de experimentar-me, de ver
até que ponto eu lhe queria... Escusas de rir-te, Luís; eu nada afirmo; digo que
pode ser. Não admira que ela fizesse esse cálculo, — um bom cálculo, nesse
caso, todo filho do coração...
A imaginação de Estevão desceu por este declívio de floridas conjeturas, e Luís
Alves entendeu que era de bom aviso não espantar-lhe os cavalos. Ela foi, foi, por
ali abaixo, rédea frouxa e riso nos lábios. Boa viagem! exclamou mentalmente o
colega voltando a estirar-se no sofá. A viagem não foi longa, mas produziu efeito
salutar no ânimo do namorado, adoçando-lhe as penas, circunstância que Luís
Alves aproveitou para lhe falar de cem coisas alheias ao coração e diverti-lo do
pensamento que o absorvia. Conseguiu o seu intento durante meia hora, e
conseguiu mais, porque fez com que o colega risse, a princípio de um riso amargo
e dúbio, depois de um riso jovial e franco incompatível com intuitos trágicos. Mas,
ai triste! a dor dele era uma espécie de tosse moral, que aplacava e reaparecia,
intensa às vezes, às vezes mais fraca, mas sempre infalível. O rapaz acertara de
abrir uma página de Werther; leu meia dúzia de linhas, e o acesso voltou mais

Páginas