A Mão e a Luva - Machado de Assis

Categorias: 


passou aos jornais. "Vergonha eterna (dizia um) aos cavalheiros que cuspiram na
face de uma dama!" — "Se for mister (replicava outro) daremos os nomes dos
aristarcos que no saguão do teatro juraram desfeitear Mlle. Lagrua!" — "Patuléia
desenfreada!" — "Fidalguice balofa!"
Os que escaparam daquelas guerras de alecrim e manjerona hão de sentir hoje,
após dezoito anos, que despenderam excessivo entusiasmo em coisas que
pediam repouso de espírito e lição de gosto.
Estevão é uma das relíquias daquela Tróia, e foi um dos mais fervorosos
lagruístas, antes e depois do grau. A causa principal das suas preferências, era
decerto o talento da cantora; mas a que ele costumava dar, nas horas de bom
humor, que eram todas as vinte e quatro do dia, tirantes as do sono, essa causa
que mais que tudo o ligava aos "arraiais do bom gosto" dizia ele, era, —
imaginem lá, — era o buço de Mlle. Lagrua. Talvez não fosse ele o único amador
do buço; mas outro mais férvido duvido que houvesse nesta boa cidade. Um
chartonista maquiavélico, aliás escritor elegante, elevava o tal buço à categoria
de bigode, compreendendo sagazmente que, se o buço era graça, o bigode era
excrescência; e ele nem ao lábio da Lagrua queria perdoar.
— Oh! aquele buço! exclamava Estevão nos intervalos de uma ópera, aquele
delicioso buço há de ser a perdição da gente de bem! Quem me dera ir
encaracolado por ali acima, até ficar mais próximo do céu, quero dizer dos seus
olhos, e ser visto por ela, que me não descobre na turba inumerável dos seus
adoradores! Querem saber uma coisa? Ali é que ela há de ter a alma, e eu
quisera entreter-me com a alma dela, e dizer-lhe muita coisinha que tenho cá
dentro à espera de um buço que as queira ouvir.
Estevão era mais ou menos o mesmo homem de dois anos antes. Vinha
cheirando ainda aos cueiros da academia, meio estudante e meio doutor, aliando
em si, como em idade de transição, o estouvamento de um com a dignidade do
outro. As mesmas quimeras tinha, e a mesma simpleza de coração; só não as
mostrara nos versos que imprimiu em jornais acadêmicos, os quais eram todos
repassados do mais puro byronismo, moda muito do tempo. Neles confessava o
rapaz à cidade e ao mundo a profunda incredulidade do seu espírito, e o seu
fastio puramente literário. A colação de grau interrompeu, ou talvez acabou,
aquela vocação poética; o último suspiro desse gênero que lhe saiu do peito
foram umas sextilhas à sua juventude perdida. Felizmente, que só a perdeu em

Páginas